A hierarquia das necessidades e os danos à pessoa: as ideias de Abraham Maslow como fundamento para uma proteção civil constitucional plena do ser humano

  • Cid Marconi Gurgel de Souza UNIFOR
  • Bruno Leonardo Câmara Carrá UNI7
Palavras-chave: Dano extrapatrimonial, Proteção do ser humano, Abraham Maslow, Hierarquia das necessidades, Humanismo

Resumo

A partir do final do século XIX, a responsabilidade civil começa a experimentar um movimento de expansão do dano indenizável, o que inclui a proteção legal aos danos extrapatrimoniais. Esta pesquisa objetiva associar a evolução na proteção aos direitos da personalidade a uma progressão do espírito humano, com a utilização de premissas da hierarquia ou da pirâmide das necessidades, originalmente formulada por Abraham Maslow para a Psicologia. A metodologia utilizada é predominantemente teórica, descritiva e dedutiva, com uma abordagem qualitativa. A hipótese da pesquisa é que o processo de releitura da responsabilidade civil pode encontrar no humanismo de Maslow um fundamento adequado para justificar os novos valores jurídicos frequentemente enfrentados pela doutrina e pelos Tribunais, dentre eles o dano ao projeto de vida.

Biografia do Autor

Cid Marconi Gurgel de Souza, UNIFOR

Graduado em Direito; especialista em Direito Processual Civil, Mestre em Direito Constitucional, todos pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). É Desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). E-mail: cidmgs@gmail.com.

Bruno Leonardo Câmara Carrá, UNI7

Graduado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Mestre em Direito (Direito e Desenvolvimento) pela Universidade Federal do Ceará (UFC); e Doutor pela Universidade de São Paulo (USP). Docente da graduação e da pós-graduação stricto sensu do curso de Direito da Universidade 7 de Setembro (UNI7), nas áreas de Direito Civil e Empresarial. É juiz federal no Tribunal Regional Federal da 5ª Região E-mail: brunolccarra@gmail.com.

Referências

ALVIM, Agostinho. Da inexecução das obrigações e suas consequências. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1972.

BARCELLONA, Mario. Il Danno non Patrimoniale. Milano: Giuffrè, 2008.

BISNETO, Cícero Dantas. Formas não monetárias de reparação ao dano moral: uma análise do dano extraparimonial à luz do princípio da reparação adequada. Florianópolis: Tirant lo Blanch, 2019.

BOBBIO, Norberto. L’età dei diritti. 8. reimp. Turim: Einaud, 1996.

BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. 26 ed. São Paulo: Malheiros, 2011.

BEVILÁQUA, Clóvis. Código dos Estados Unidos do Brasil comentado, vol. 5. 10. ed. atual. por Achilles Beviláqua e Isaías Beviláqua. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1955.

BOHRER, Ricardo Schlatter. Motivação: abordagem crítica da teoria de Maslow pela propaganda. Revista de Administração de Empresas, vol. 21, n. 4. Rio de Janeiro: out. /dez. 1981.

CASTRONOVO, Carlo. La nuova responsabilità civile. 3. ed. Milano: Giuffrè, 2006.

CAVALCANTI, Thiago Medeiros et al. Hierarquia das Necessidades de Maslow: Validação de um Instrumento. Psicologia: Ciência e Profissão, vol. 39, 2019.

DELGADO, Rodrigo Mendes. O valor do dano moral: como chegar até ele. Leme: Mizuno, 2011.

DIAS, José de Aguiar. Da responsabilidade civil. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1983.

FRANZONI, Massimo. Trattato della responsabilità civile: il danno risarcibile, t. 2. 2. ed. Milano: Giuffré, 2010.

GALDÓS, Jorge Mario. Nuevos daños a la persona en la sociedad de riesgo. In: KEMELMAJER CARLUCCI, Aída; TRIGO REPRESAS, Félix Alberto; MÉNDEZ COSTA, María Josefa (Coord.). Edición en homenaje Jorge Mosset Iturraspe. Santa Fé: Universidad Nacional del Litoral, 2005.

GAMBREL, Patrick A.; CIANCI, Rebecca. Maslow's hierarchy of needs: Does it apply in a collectivist culture. Journal of Applied Management and Entrepreneurship, vol. 8, n. 2, 2003.

GOUVEIA, Valdiney V. A natureza motivacional dos valores humanos: evidências acerca de uma nova tipologia. Estudos de Psicologia (Natal), vol. 8, 2003.

HESKETH, José Luiz; COSTA, Maria T. P. M. Construção de um instrumento para medida de satisfação no trabalho. Revista de Administração de Empresas, vol. 20, n. 3. Rio de Janeiro: jul./set. 1980.

HUNT, Chris D. L. Wilkinson v Downton Revisited. The Cambridge Law Journal, vol. 74, n. 3, nov. 2015.

JOURDAIN, Patrice. Les principes de la responsabilité civile. 6. ed. Paris: Dalloz, 2003.

LOPES, Miguel Maria de Serpa. Curso de direito civil: fontes acontratuais das obrigações: responsabilidade civil. 5. ed. rev. e atual. por José Serpa Santa Maria. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2001.

MARTINS-COSTA, Judith. Os Danos à Pessoa no Direito Brasileiro e a Natureza da sua Reparação. Revista da Faculdade de Direito da UFRGS, n. 19. Porto Alegre: mar. 2017.

MASLOW, Abraham H. A theory of human motivation. Psychological Review, vol. 50, n. 4, 1943.

MASLOW Abraham H. Motivation and personality. 3. ed. Longman, 1987.

MASLOW, Abraham. Self-actualization and beyond. Conference On The Training Of Counselors Of Adults, Massachusetts, May 22-28, 1965. Disponível em: <https://files.eric.ed.gov/fulltext/ ED012056.pdf>. Acesso em: 22.11.2021.

MASLOW, Abraham H. Toward a humanistic psychology. ETC: A Review of General Semantics, online, vol. XIV, n. 1, autumn 1956.

MAZEAUD, Henri; MAZEAUD; Léon; MAZEAUD, Jean; CHABAS, François. Leçons de droit civil: obligations theorie générale. 9. ed. Paris: Montchrestien, 1998.

MONTEIRO FILHO, Raphael de Barros. Indenização por dano moral: evolução da jurisprudência. Informativo Jurídico da Biblioteca Min. Oscar Saraiva, vol. 7, n. 2, jul./dez. 1995.

MORAES, Maria Celina Bodin de. Danos à pessoa humana: uma leitura civil-constitucional dos danos-morais. Rio de Janeiro: Renovar, 2009.

PERA, Flavio Samuele. In: VIOLA, Luigi (Coord.). La responsabilità civile ed il danno. Halley: Matelica, 2007.

PEREIRA, Caio Mário da Silva. Responsabilidade civil. 11. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2016.

PIERRE, Philippe. L’indemnisation du préjudice moral en Droit français Synthèse. Disponível em: Acesso em: 20.11.02021.

PONTES DE MIRANDA, Francisco Cavalcanti. Tratado de direito privado, t. 3. 3. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, 1972.

REIS, Jáder Sampaio dos. O Maslow desconhecido: uma revisão de seus principais trabalhos sobre motivação. Revista de Administração - RAUSP, vol. 44, n. 1. São Paulo: Jan./mar. 2009.

ROWAN, John; GLOUBERMAN, Dina. What is humanistic psychology? In: HOUSE, Richard; KALISCH, David; MAIDMAN, Jennifer (ed.). Humanistic Psychology: current trends and future prospects. London: Rutledge, 2018. E-book.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais: uma teoria geral dos direitos fundamentais na perspectiva constitucional. 10. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2009.

SICHES, Luis Recaséns. Filosofía del Derecho. 19 ed. Cidade do México: Porrúa, 2008.

SILVA, Clóvis do Couto e. A obrigação como processo. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

SILVA, Virgílio Afonso da. Direitos fundamentais: conteúdo essencial, restrições e eficácia. 2 ed. São Paulo: Malheiros, 2010.

SOARES, Flaviana Rampazzo. Responsabilidade civil por dano existencial. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2009.

TAY, Louis; DIENER, Ed. Needs and Subjective Well-Being Around the World. Journal of Personality and Social Psychology, vol. 101, n. 2, 2011.

VASCONCELOS, Arnaldo. Direito, Democracia e Humanismo. São Paulo: Malheiros, 1998.

WAHBA, Mahmoud A; BRIDWELL, Lawrence G. Maslow reconsidered: A review of research on the need hierarchy theory. Organizational Behavior and Human Performance, vol. 15, abr. 1976.

Publicado
29-05-2022
Como Citar
SOUZA, C. M. G. DE; CARRÁ, B. L. C. A hierarquia das necessidades e os danos à pessoa: as ideias de Abraham Maslow como fundamento para uma proteção civil constitucional plena do ser humano. civilistica.com, v. 11, n. 1, p. 1-26, 29 maio 2022.
Seção
Doutrina contemporânea