Revisão sistemática sobre a nova contratualidade na economia de compartilhamento: análise pelos Tribunais de Justiça das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil

  • Marcelo Leonardo de Melo Simplício UFPI
  • Jesusmar Ximenes Andrade UFPI
  • Cléber de Deus Pereira da Silva UFPI
  • Gabriel Rocha Furtado UFPI
Palavras-chave: Economia compartilhada, Economia de compartilhamento, Consumo colaborativo

Resumo

Este artigo tem como propósito analisar o fenômeno da economia compartilhada no âmbito do judiciário brasileiro. Para tanto, optou-se por uma revisão sistemática dos achados jurisprudenciais sobre o tema proposto, delimitando-se o estudo com base na seguinte questão norteadora: como os Tribunais de Justiça das regiões Nordeste e Sudeste estão analisando as relações contratuais no âmbito da nova Economia de Compartilhamento? Assim, após estabelecimento de protocolo prévio de pesquisa, foram incluídas somente decisões que versavam sobre a economia compartilhada no âmbito dos contratos privados, sintetizando-se os resultados e apresentando uma discussão sobre estes. Traçou-se, dessa forma, um panorama detalhado das discussões e soluções encontradas sobre o tema no âmbito dos Tribunais estudados.

Biografia do Autor

Marcelo Leonardo de Melo Simplício, UFPI

Mestrando em Direito pela Universidade Federal do Piauí – UFPI, Pós-graduado em Direito Público, Graduado em Direito pela Universidade Federal do Piauí – UFPI. Advogado e Professor de Direito Civil. E-mail: marceloleonardo@ufpi.edu.br.

Jesusmar Ximenes Andrade, UFPI

Doutor e Mestre em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP e professor de Metodologia da Pesquisa Jurídica do PPGD da UFPI. E-mail: jesusmar@ufpi.edu.br.

Cléber de Deus Pereira da Silva, UFPI

Pós-Doutor em Ciência Política pelo Ibero-Amerikanisches Institut de Berlin (Alemanha). Doutorado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro e Mestrado pela mesma instituição. Professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Piauí (UFPI). E-mail: dideus@ufpi.edu.br.

Gabriel Rocha Furtado, UFPI

Doutor e Mestre em Direito Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Professor Adjunto de Direito na Universidade Federal do Piauí (UFPI). E-mail: rochafurtado@ufpi.edu.br.

Referências

BARROS, A. C. P.; Patriota, K. R. M. P. Consumo colaborativo: perspectivas, olhares e abordagens para um conceito em construção. Signos do Consumo, vol. 9, n. 2. São Paulo: jul./dez. 2017.

BAUDE, William; CHILTON, Adam S.; MALANI, Anup. Making Doctrinal Work More Rigorous: Lessons from Systematic Reviews. University of Chicago Law Review, 37, 2017. BELK, Russell. You are what you can access: Sharing and collaborative consumption online. Journal of Business Research 67 (2014).

BIONI, Bruno Ricardo. Proteção de dados pessoais: a função e os limites do consentimento. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2020.

BOTSMAN, Rachel, Rogers Roo. O que é meu é seu [recurso eletrônico]: como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo/ Rachel Botsman, Roo Rogers; trad. Rodrigo Sardenberg. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Bookman, 2011. BUCHER, Eliane; FIESELER, Christian; LUTZ, Christoph. What is mine is yours (for nominal fee). Exploring the spectrum of utilitarian altruistic motives for Internet-mediated sharing. Computers in Human Behavior, 62 (2016).

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Trad. Roneide Venancio Majer. 20. ed., rev. e ampl. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

CHERRY, Miriam A. The Sharing Economy and the Edges of Contract Law: Comparing U.S. and U.K. Approaches. George Washington Law Review, vol. 85, no. 6, November 2017, p. 1804-1845. HeinOnline.

CONHEÇA o Airbnb. Disponível em: <https://www.airbnb.com.br/d/howairbnbworks>. Acesso em: 04.09.2020

LACERDA, Bruno Torquato Zampier. Bens digitai. São Paulo: Editora Foco Jurídico, 2017.

MARTIN, Chris J. The sharing economy: A pathway to sustainability or a nightmarish form of neoliberal capitalism? Ecological Economics 121 (2016). MARTINS-COSTA, Judith. A boa-fé no direito privado: critérios para a sua aplicação. 2. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2018.

PALMA, Juliana Bonacorsi de; FEFERBAUM, Marina; PINHEIRO, Victor Marcel. Meu trabalho precisa de jurisprudência? Posso utilizá-la? In: QUEIROZ, Rafael Mafei Rabelo; FEFERBAUM, Marina. (coord.). Metodologia da pesquisa em direito: técnicas e abordagens para elaboração de monografias, dissertações e teses. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2019.

PRICEWATERHOUSECOOPERS (PWC). (2015). The sharing economy. Disponível em: <https://www.pwc.fr/fr/assets/files/pdf/2015/05/pwc_etude_sharing_economy.pdf>. Acesso em 20.08.2020. RIFKIN, Jeremy. A era do acesso – Jeremy Rifkin. Trad. Maria Lucia G. L. Rosa. Revisão técnica: Equipe Makron Books de Treinamento. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2001.

SNEL, Marnix; MORAES, Janaína de. Doing a systematic literature review in legal scholarship. Netherlands: Eleven International Publish, 2018.

SOUZA, Eduardo Nunes de; RODRIGUES, Cássio Monteiro. Aplicativos de economia compartilhada: tutela da vulnerabilidade dos usuários diante dos “termos e condições de uso”. In: EHRHARDT JÚNIOR, Marcos; CATALAN, Marcos; MALHEIROS, Pablo (Coord.). Direito Civil e tecnologia. Belo Horizonte: Fórum, 2020.

UBER announces results for second quarter 2020. Investor.uber.com. Disponível em: <https://investor.uber.com/news-events/news/press-release-details/2020/Uber-Announces-Results-for-Second-Quarter-2020/default.aspx>. Acesso em: 04.09.2020.

UBER investor. Investor.uber.com. Disponível em: <https://investor.uber.com/home/default.aspx>. Acesso em: 04.09.2020.

WALSH, Bryan. 10 ideas that will change the word. Sharing: today´s smart choice: don´t own. Share. Time, 17 mar. 2011. Disponível em: <http://content.time.com/time/specials/packages/article/0,28804,2059521_2059717_2059710,00.html>. Acesso em: 01.09.2020

ZHANG, T.C.; GU, Huimin; JAHROMI, M. F. What makes the sharing economy successful? An empirical examination of competitive customer value propositions. Computers in Human Behavior 95 (2019).

Publicado
29-05-2022
Como Citar
SIMPLÍCIO, M. L. DE M.; ANDRADE, J. X.; SILVA, C. DE D. P. DA; FURTADO, G. R. Revisão sistemática sobre a nova contratualidade na economia de compartilhamento: análise pelos Tribunais de Justiça das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil. civilistica.com, v. 11, n. 1, p. 1-18, 29 maio 2022.
Seção
Jurisprudência comentada